Blasfêmia sem limites: Porta dos Fundos apresenta “Jesus pornô”

Grupo erotiza Cristo e revolta internautas: “porque não zoa a religião islâmica?”

O grupo humorístico Porta dos Fundos já foi apontado como uma das grandes revelações da internet brasileira. Seus vídeos costumam ter milhões de visualizações e também colecionam polêmicas.

Contudo, o episódio “Ele está no meio de nós” publicado neste sábado (11), atesta que eles não conhecem limites para a blasfêmia. No esquete de pouco mais de dois minutos, um casal (Rafael Portugal e Tathi Lopes) está mantendo relações sexuais quando Jesus (Gregorio Duvivier) aparece no quarto.

Diante da reclamação do casal, ele tenta justificar dizendo que está em todos os lugares. A mulher se sente incomodada com a “plateia” e o homem pede que Jesus vá embora. Quando eles desistem de ter relação, Jesus se apresenta nu e pede para participar.

Os comentários dos internautas mostram que a maioria das pessoas não gostou do vídeo e acredita que o grupo passou dos limites. Uma mostra disso é a grande quantidade de pessoas que o avaliaram com o botão de “não gostei”.

Um dos comentários mais populares diz “Nossa mano, que desrespeito”. Outro simplesmente afirma “O vídeo mais sem graça que já vi… se era para ser engraçado não funcionou”. Um terceiro questiona: “porque não zoa a religião islâmica? Só quero ver”.

A análise do internauta Filipe Sarturi foi um dos mais comentados. Ele escreveu: “Você percebe que este canal está falindo quando tem quase 100 vídeos escarnecendo o cristianismo, mesmo tendo vários comentários dizendo que não acharam graça nenhuma em vídeos assim, além do número de dislikes ser considerativo em vídeos do tipo.”

No passado, o Porta dos Fundos já fez piadas consideradas ofensivas aos cristãos, sendo inclusive sendo alvo de uma representação criminal do deputado Marco Feliciano (PSC/SP). Mais recentemente, foram processado em 5 milhões de reais por incorrerem no crime de “vilipêndio a fé”,  previsto no Art. 208 do Código Penal.

Via: Gospel Prime