Evangélicos de Fortaleza se unem para clamar pelo Brasil: "Declaramos o poder de Deus"

A 24ª edição da Marcha para Jesus na capital cearense marca um novo tempo no história do evento, que proclamou o amor de Cristo pelas ruas da cidade.

Mais uma vez, cristãos da cidade de Fortaleza se uniram para orar e demonstrar o amor de Cristo às pessoas. A Marcha para Jesus, que na capital cearense teve sua 24ª edição na último sábado (3), marcou o início de uma nova fase. Com uma nova direção e organização, o evento reuniu evangélicos de diversas denominações que juntos repetiam o mesmo lema: “Jesus é o Senhor de Fortaleza”.

A estudante Vanessa Freitas, de 16 anos, participou pela pela primeira vez do evento. “Estou muito feliz por fazer parte disso, porque meus pais não deixavam, mas neste ano eles permitiram e eu não vejo a hora de orarmos juntos pela nossa cidade”, disse a jovem. Já o vendedor autônomo Ricardo Dias ressaltou a importância desse dia para ele. “Todo ano eu venho representar Cristo nas ruas. Agora a caminhada é menor, mas mesmo assim estamos declarando o poder de Deus para quem nos vê passando”, comentou.

Os cristãos começaram a se concentrar na praça do Centro Cultural Dragão do Mar, às 15h e pontualmente saíram às 16h rumo ao aterro da praia de Iracema, ode foram recepcionados com muita música e oração, elementos que também fizeram parte do trajeto que contou com um trio elétrico. Durante o percurso, foram realizadas três paradas estratégicas para orar pela cidade. Melhorias na saúde e na segurança estavam nos pedidos dos líderes que clamaram pela região.

Para o pastor Sandro Fiuza, vice-presidente da Ordem de Ministros e Pastores Evangélicos do Ceará (ORMECE) e um dos organizadores da Marcha, o evento desse ano ganhou um tema bastante apropriado. “Eu acho que o tema é muito atualizado. Eu, de certa forma, fico um pouco preocupado e a nossa luta é tentar conscientizar aqueles que são cristãos, evangélicos que temos um objetivo muito maior”, disse em entrevista exclusiva para o Portal Guiame.

“A Marcha não tem um objetivo de poder, ela não quer demonstrar que somos melhores que ninguém, ela veio para derrubar as barreiras. Ela é uma marcha feita de pessoas que querem dizer que Jesus Cristo é amor e fica muito difícil você falar isso sem atitude. Entendemos que a Marcha é uma atitude para dizer que Jesus Cristo é o Senhor e Ele é amor”, respondeu.


O que a Marcha para Jesus representa?
Fiúza afirma que o evento defende o conceito bíblico de Família. “A Marcha é uma caminhada de várias pessoas com o mesmo propósito: Jesus cristo é o Senhor. Dentre aquilo que estamos professando, a Família é muito importante para nós, porque entendemos que ela é a célula espiral e a célula onde tudo se constitui”, disse.

“Nós defendemos a família, defendemos que as pessoas tenham respeito com as outras, exerçam seu direito de fé ou qualquer outro de acordo com aquilo que o seu coração fizer. A Marcha é um dizer para Fortaleza: Existe um Deus superior, maravilhoso que ama sua vida, a minha vida, independentemente daquilo que a gente faça, seja ou do que a gente gosta”, ressaltou.

Já o pastor Samuel Munguba Júnior, líder da Comunidade do Amor, declara que a Marcha é uma oportunidade da Igreja se posicionar na cidade. “Quando nós nos posicionamos como Igreja, podemos ocupar  territórios. A Bíblia diz, ‘onde você colocar a planta do seu pé, Eu te dou por herança”. Aí ela diz também, que devemos olhar para um lado e para o outro. Nós precisamos caminhar pela cidade, proclamando que Fortaleza é do Senhor Jesus e que Fortaleza é a cidade do avivamento. E é isso que estamos proclamando como Igreja hoje, dizendo que Jesus é o Senhor da cidade”, pontuou.

FONTE: GUIAME, POR KARLOS AIRES