Padre é afastado por enviar fotos íntimas a jovem por WhatsApp em Fortaleza

O jovem de 17 anos afirmou que recebeu fotos dos órgãos genitais do padre e ainda propostas de compra de celular e altos valores em dinheiro

padre Raimundo Nonato da Silva da Arquidiocese de Fortaleza foi suspenso do uso de Ordem Sacra, conforme decreto expedido no dia 20 de abril de 2017.

Imediatamente após a denúncia, de abusar de um jovem de 17 anos que trabalhava na paróquia, a Arquidiocese de Fortaleza afastou o sacerdote da Paróquia Nossa Senhora da Conceição no Conjunto Ceará, conforme apurou o Tribuna do Ceará.

A suspensão impede o sacerdote de realizar qualquer sacramento na Igreja Católica Apostólica Romana. O processo canônico segue nas devidas instâncias eclesiais para o Vaticano, e o processo civil será julgado na esfera civil.

Desde os 13 anos, o adolescente, que atualmente está com 17 anos, prestava serviços à comunidade na Paróquia Nossa Senhora da Conceição. Mas este ano, nos festejos de São José, as coisas começaram a mudar para o jovem. “Eu comecei a trabalhar, e o novo padre pediu que eu continuasse com meus serviços. Logo ele começou a ‘dar em cima de mim’, e fiquei surpreso”, explica o jovem.

Tudo começou com conversas por WhatsApp, quando vieram as propostas de compra de celular e de altos valores em dinheiro. “Eu não aceitei, porque nenhum dinheiro compra o meu sossego, algo que não tenho há 3 meses, quando tudo isso começou. Logo no dia que eu cheguei à paróquia, ele me quis como secretário particular e foi quando começaram mesmo os assédios”, disse.

Então, o assédio ficou mais intenso nas redes sociais com envio de fotos dos órgãos genitais do padre para o adolescente e pedidos para que eles ficassem juntos e que o adolescente também enviasse imagens com as fotos dos órgãos sexuais. 

(Tribuna do Ceará) - Via: Gospel Geral