Vídeo com crianças “batizadas no Espírito” durante culto causa polêmica entre evangélicos

O vídeo em questão foi compartilhado pela pastora Priscila Seixas no Instagram, e posteriormente, compartilhado no Facebook por uma página de admiradores do cantor Rodolfo Abrantes.

A experiência de culto a Deus no meio pentecostal é marcada pela busca de manifestações espirituais, e frequentemente, vídeos de reuniões com expressões de emoção, alegria e comunhão geram debates teológicos nas redes sociais, e um registro de crianças aos prantos em um culto não passou despercebido, causando discussão entre fiéis evangélicos.

O vídeo em questão foi compartilhado pela pastora Priscila Seixas no Instagram, e posteriormente, compartilhado no Facebook por uma página de admiradores do cantor Rodolfo Abrantes.

“Nada de tocar em homem nu, a parada é ser tocado pelo Espírito Santo, nada de entrar em museu com arte pornográfica, a parada é entrar no santo dos santos, uma das cenas mais bonitas deste ano sem dúvida, Deus guarde as nossas crianças!”, dizia a legenda do vídeo na rede social.

A retórica em menção ao escândalo das exposições de arte recentes que promoveram uma postura agressiva de apologia à ideologia de gênero e erotização infantil não foi suficiente para afastar os críticos da cena, que atribuíam o choro das crianças a uma “histeria coletiva” ou “comoção”.

A pastora Priscila Seixas, da Bola de Neve Church, afirmou que a manifestação era sobrenatural: “Glória a Deus! Tá acontecendo uma parada louca com as crianças, elas querem me ver pregando, ficam sentadas lá e saem chapadas do Espírito, sem saber que isso está ocorrendo nas outras igrejas!”, escreveu.

Uma das seguidoras de Priscila na rede social afirmou que presenciou o episódio: “Foi lindo demais. Um privilégio dado por Deus. Estive presente e realmente foi um mover maravilhoso do Espírito Santo. O Criador não nos deve explicações de que forma Ele age e nem como se manifesta. Ele é Soberano e ponto! Quem tem fé e temor, apenas crê!”, comentou.

De outro lado, outros internautas ponderaram a respeito da cena, questionando a sinceridade daquilo. Um fiel foi além, dizendo que aquelas manifestações eram apenas imitações do que as crianças veem os adultos fazendo: “Creio em Deus, mas creio que estas crianças só fazem o que veem os pais ou outras pessoas fazendo. Na verdade, eles copiam o que veem”, opinou.

Outra usuária das redes sociais foi ainda mais aguda em sua crítica: “Parece um surto coletivo. Triste ver o que estão fazendo com essas crianças, adorar a Deus não tem nada a ver com fanatismo e/ou exaltação histérica como é feito aí”, disparou.

A dúvida a respeito da autenticidade da dita manifestação do Espírito Santo motivou uma tréplica da parte de quem é adepto da doutrina pentecostal: “Triste por ver comentários que duvidam do mover do Espirito Santo na vida destas crianças. Precisamos de avivamento em nossa nação!”, pontuou um fiel.

“Infelizmente, quem nunca teve contato com o Espírito santo, não vai entender… É algo sobrenatural! Mas meu coração se alegra em ver que estas crianças estão no lugar certo”, escreveu outra. Assista:

Via: Gospel Mais